Bom Dia! Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018.
 Home

   

Cardeal fala do novo documento sobre a missa

25/10/2004
Por Zenit
Jornalismo Sacramusic

O interesse da Igreja por preservar seu maior tesouro na terra não deve surpreender. "A Eucaristia é o maior tesouro que a Igreja tem na terra: é o próprio Cristo. Pode surpreender que a Igreja preste atenção em proteger e salvaguardar a celebração deste sublime mistério e promova seu culto?", pergunta o cardeal Francis Arinze.

O purpurado nigeriano é o prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, o dicastério da Santa Sé que publicou em 23 de abril passado a instrução "Redemptionis Sacramentum" sobre algumas coisas que se devem observar ou evitar acerca da Santíssima Eucaristia.

Nesta entrevista você saberá os motivos que levaram à publicação do esperado documento.

Ao ler a instrução, fica evidente que nas últimas décadas a prática da Eucaristia foi descuidada nas formas litúrgicas e debilitada em seu significado profundo. Quais são os objetivos que se propõe a instrução?
O objetivo da instrução "Redemptionis Sacramentum" é promover a observação das normas concernentes à celebração da santa Eucaristia e alentar o culto à santa Eucaristia fora da missa, como são as visitas ao santíssimo Sacramento e a hora eucarística, as bênçãos, as procissões, os congressos eucarísticos. Como resposta à diretiva dada pelo Santo Padre no parágrafo 52 de sua carta encíclica "Ecclesia de Eucharistia", a instrução devia mencionar expressamente alguns abusos e pedir que fossem evitados.

Vossa eminência declarou a "Rádio Vaticano" que a celebração da Eucaristia não é um ato ecumênico, e muito menos inter-religioso. Poderia explicar-nos melhor o que é que queria dizer?
A celebração eucarística não é uma celebração ecumênica porque é uma celebração interna da Igreja Católica. É a celebração mais elevada da Igreja e dos católicos que estão em plena comunhão de fé e costumes com o Papa e com os bispos em comunhão com ele.

Uma celebração ecumênica é algo bom quando está devidamente aprovada pelos chefes das comunidades religiosas cristãs envolvidas. Um exemplo é uma oração ou um serviço bíblico realizado por católicos, ortodoxos, anglicanos, luteranos e presbiterianos. Uma celebração ecumênica é algo muito diferente da missa.

Está claro que a celebração eucarística não é um serviço religioso para judeus, muçulmanos, hindus e seguidores das religiões tradicionais. Aquilo no que cremos orienta a maneira em que rezamos.

Nos Estados Unidos e na Europa estourou o debate sobre a coerência dos políticos católicos. Houve casos nos quais políticos que se declaram católicos, contudo, votam ou fazem declarações que estão em contraposição aberta com os ensinamentos do magistério católico, como é evidente no caso de leis que facilitam o aborto, a eutanásia, os matrimônios homossexuais, a difusão de sistemas anticonceptivos que atentam contra a vida. A comunhão destes personagens públicos cria escândalo entre os fiéis. A instrução enfrenta este problema? Quais são as indicações que oferece a Congregação da qual vossa eminência é prefeito?
Teologia Moral e o Direito Canônico explicam quem são os católicos que podem ou não receber a santa comunhão. A instrução "Redemptionis Sacramentum" menciona alguns destes detalhes nos parágrafos 81 e 82, mas não examina a questão que você propõe diretamente. Corresponde aos bispos em cada diocese e país explicar a seus fiéis esta disciplina, assim como a doutrina em que se baseia.

A instrução "Redemptionis sacramentum", mais que sublinhar as faltas, afirma a importância central da Eucaristia. Que importância tem a Eucaristia para a vida da Igreja?
Cardeal Arinze: O sacrifício eucarístico é "fonte e cume de toda vida cristã" ("Lumen Gentium", 11). A Eucaristia se encontra no centro da vida da Igreja (Cf. "Ecclesia de Eucharistia", 3). A Eucaristia é o maior tesouro que a Igreja tem na terra: é o próprio Cristo (Cf. "Presbyterorum Ordinis", 5). Pode surpreender que a Igreja preste atenção em proteger e salvaguardar a celebração deste sublime mistério e promova seu culto?

 

 Voltar