Bom Dia! Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018.
 Home

   


Pe. Emerson Correr CSS
vocacional@estigmatinos.com.br
04/03/2005 - Tema: Vocação

Visualizações desta matéria: 140
Comente ou veja os comentários desta matéria (0)


MAS, AINDA HÁ VOCAÇÕES?

Já me perguntaram não uma, mas inúmeras vezes, quando se deram a me conhecer como alguém que trabalha pelas vocações: "mas ainda há vocações? E ainda fácil encontrar jovens que desejam seguir este caminho?".

A Igreja, de fato, tem longa história de sabedoria no que diz respeito as vocações. Já percorreu muitos caminhos, já tropeçou em muitas pedras, andou em talhos à procura de caminhos mais curtos e experimentou muito cansaço neste longo caminhar. Mas ela também acertou todas vezes que se deixou guiar pela ação do Espírito Santo de Deus, examinando tudo e ficando com o que é bom (1Ts 5,21).

Me recordo aqui a pesca milagrosa narrada por São Lucas. Talvez aqueles pescadores não fizeram necessariamente estas mesmas perguntas, mas tinha ela o mesmo sentido: "trabalhamos a noite toda e nada pescamos!" (Lc 5, 5-6). Recordo aqui a razão da esperanças destes pescadores apesar da decepção: "mas por causa de tua palavra lançarei as redes".

É nisto que a Igreja crê. Jesus é aquele que pede, impulsiona a lançar e pede confiança, esperança, oração.

Participei de um encontro vocacional em que foi perguntado a um padre, já de idade, muito animado no trabalho vocacional a onde ele buscava forças para tanto entusiasmo, mesmo diante de doutrinas, pensamentos, situações que gritam mais alto que nossas forças para chamar a servir este Deus da Vida.

Disse com muita sabedoria: "Eu olho para nossos agricultores que tanto sofrem com as intempéries, se frustram em suas safras e sempre recomeçam a lançar a semente na terra, na esperança de dias melhores".

Certamente, por detrás de todo aquele ânimo se encontrava uma pessoa de fé, que acreditava na palavra de Jesus, como Simão: "mas por causa de tua palavra lançarei a rede".

Então, ainda há vocações?

Creio ser esta afirmação bastante verdadeira: "vocações existem, mas morrem". Dizia alguém que quando Jesus fala em vocações ele oferece uma dica bastante clara: "Rogai ao Senhor da Messe que envie operários para sua messe" (Mt 9, 38).

Eis o início de uma resposta para essa grande questão. "Gastar" um pouco de "tempo" a colocar-se diante de Deus e por-se a rezar pelas vocações. Vai perceber um clima de fé e de acolhida à graça divina. As vocações não aparecem como um toque de mágica, requer nossa atenção especial que tem início seguindo esta grande dica de Jesus.

As vocações continuam a existir, assim como os peixes no mar da Galiléia. Só que elas nem sempre se encontram ali onde estamos, mas "indo mar adentro"; "por causa da Palavra do Mestre", vamos encontrá-los em abundância, a ponto de chamarmos "outros companheiros" para ajudar a repartir.

Pe. Emerson Correr
vocacional@estigmatinos.com.br


Veja outras matérias de Pe. Emerson Correr CSS...
30/10/2005 - Vocação - APROFUNDANDO - PARTE I
20/09/2005 - Vocação -
CONFUSÃO ENTRE VOCAÇÃO E PROFISSÃO*
29/06/2005 - Vocação -
VOCAÇÕES? DE QUEM É A RESPONSABILIDADE?
08/06/2005 - Vocação -
PROFISSÃO OU VOCAÇÃO?
18/05/2005 - Vocação -
"MARIA, ÉS FELIZ PORQUE ACREDITASTES!"
25/04/2005 - Vocação -
BÍBLIA E VOCAÇÃO (3ª. PARTE)
12/04/2005 - Vocação -
BÍBLIA E VOCAÇÃO (2ª. PARTE)
27/03/2005 - Vocação -
BÍBLIA E VOCAÇÃO (1ª. PARTE)
15/03/2005 - Vocação -
"OS BARULHOS SÃO MAIS ATRAENTES"
04/03/2005 - Vocação -
MAS, AINDA HÁ VOCAÇÕES?
23/02/2005 - Vocação -
O Padre que nós precisamos pode estar em sua casa!

 Voltar