Bom Dia! Terça-feira, 24 de Abril de 2018.
 Home

   


Alzira Costa Viana Martins
alzira@paroquiastacruz.com.br
13/06/2005 - Tema: Liturgia

Visualizações desta matéria: 64
Comente ou veja os comentários desta matéria (0)


SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

O culto litúrgico ao Sagrado Coração de Jesus é celebrado na sexta-feira depois do II domingo de Pentecostes. Neste ano de 2005, festejamos no dia 3 de junho. No final do tempo pascal se sucedem as solenidades da Ascensão, de Pentecostes, Santíssima Trindade, Corpus Christi e Coração de Jesus.
A liturgia nos convida com insistência a olhar para o Coração de Jesus e vê-lo tal qual se apresentou quando disse: "Eis o coração que tanto ama os homens".
Esta devoção começou com São João Eudes (1601 – 1680), mas foi Pio IX que estendeu a festa para toda da Igreja em 1856. As leituras bíblicas escolhidas para a celebração garantem os aspectos mais autênticos desta devoção, todas falam do Amor.
A imagem do coração de Jesus reflete cinco sinais com os quais Jesus se apresentou: raios de luz, chamas de fogo, cruz, coroa de espinhos e chaga do lado.
Os raios partem do coração em todas as direções assim como o sol que ilumina todas as coisas. Devemos contemplar tudo através do prisma do amor de Deus, razão e esperança de felicidade eterna.
As chamas estão na parte de cima do coração e simbolizam o amor do Coração de Jesus. Amor divino a todos e a cada um de nós. O Coração de Jesus deve ser o nosso maior motivo de confiança e de humildade ao refletirmos como Deus olha para nós, apesar de nossas infidelidades.
No meio das chamas aparece a cruz. É a melhor explicação de como nós devemos aceitar e carregar a cruz: por amor e com amor. Todos temos de carregar a cruz; nada melhor do que aceitá-la porque é presente do amor de Jesus para cada um de nós. Apesar de custoso, esta cruz se carregada com resignação e alegria, nos levará à gloria eterna.
Cingindo o coração está outro sinal: a coroa de espinhos, que se encaixa perfeitamente nEle. Cristo aceitou plenamente todas as nossas ingratidões e pecados e a coroa de espinhos significa justamente nossa parte pessoal de ofensa ao Coração de Jesus.
O último dos sinais é a ferida produzida pela lança, que penetrando pelo lado, feriu-lhe o coração. Nós precisávamos desta ferida para nos refugiar dos perigos e também para descansarmos do cansaço que a vida nos apresenta.
O cristianismo se baseia no amor das três pessoas da Santissima Trindade:
- o Pai "Tanto amou ao mundo, que enviou seu único Filho" Jo3,16
- o Filho "Tendo amado os seus que estavam no mundo, os amou até o fim"
- o Espírito Santo é o amor mutuo entre o Pai e o Filho.
Em sua primeira carta, João nos diz: "Caríssimos, amemo-nos uns aos outros, pois o Amor é de Deus e todo aquele que ama nasceu de Deus e conhece a Deus.... Não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele quem os amou primeiro e enviou seu Filho como vitima de expiação pelos nossos pecados".
A festa do Sagrado Coração de Jesus proclama o amor de Deus que se manifestou plenamente em Cristo e a Igreja se sente motivada para dar graças.


Veja outras matérias de Alzira Costa Viana Martins...
29/05/2006 - Liturgia - FESTA DA ASCENSÃO DO SENHOR
17/02/2006 - Liturgia -
QUARESMA- TEMPO DE CONVERSÃO
26/11/2005 - Liturgia -
O TEMPO DO ADVENTO , do Livro "Cristo, Festa da Igreja"
30/10/2005 - Liturgia -
O CULTO DOS MÁRTIRES E DOS SANTOS ( do livro: Cristo, festa da Igreja )
11/08/2005 - Liturgia -
SÍMBOLOS NA LITURGIA
11/07/2005 - Liturgia -
AS CORES DO ANO LITÚRGICO
29/06/2005 - Liturgia -
VIVENDO OS PROPÓSITOS DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
13/06/2005 - Liturgia -
SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
11/05/2005 - Liturgia -
PENTECOSTES - At 2, 1-11
06/05/2005 - Liturgia -
ASCENSÃO DO SENHOR
19/04/2005 - Liturgia -
Maria Mãe de Deus
02/04/2005 - Liturgia -
TEMPO PASCAL
21/03/2005 - Liturgia -
TRÍDUO PASCAL
16/03/2005 - Liturgia -
SEMANA SANTA - DOMINGO DE RAMOS
03/03/2005 - Liturgia -
Espiritualidade quaresmal

 Voltar