Bom Dia! Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018.
 Home

   


Alzira Costa Viana Martins
alzira@paroquiastacruz.com.br
19/04/2005 - Tema: Liturgia

Visualizações desta matéria: 112
Comente ou veja os comentários desta matéria (0)


Maria Mãe de Deus

Estamos nos aproximando do mês de maio quando a tradição se volta para celebrar Maria com a reza diária do terço e coroação pelas crianças da catequese. Coroamos Maria como Rainha e Senhora do céu e da terra. Como dizia Santa Terezinha do Menino Jesus, "Maria é muito mais Mãe que Rainha", pois nos acolhe e protege como verdadeira mãe.
O terço é uma oração universal, pois a qualquer momento do dia, em algum lugar deste nosso mundo, alguém reza o terço para louvar o Senhor ou para agradecer-lhe seus dons. Às vezes rezamos para suplicar suas graças ou mesmo para pedir perdão dos pecados.
O terço é uma oração bíblica: o Pai Nosso nos foi ensinada por Jesus, a Ave Maria começa com a saudação do anjo Gabriel àquela que foi escolhida para ser a mãe do Salvador. O terço repete as palavras do Evangelho e, quando o rezamos, estamos realizando a profecia de Maria no Magnificat "todas as gerações me chamarão de bendita".(Lc1,48). Na segunda parte da oração rogamos a ela pela nossa vida e o auxilio na hora da nossa morte.
A repetição de palavras funciona como um fundo musical para a meditação e contemplação dos principais mistérios da vida de Jesus.
Os mistérios meditados nos levam a percorrer a vida de Jesus, imaginar e viver a cena em nosso coração, participando do momento meditado.
A cada dia e em cada mistério podemos refletir nossa vida e colocá-la nas mãos de Maria para que ela os entregue a seu Filho e assim, cada vez mais glorificarmos o nome de Jesus.
Muitas pessoas descobriram em suas noites de insônia, que a declamação do terço as acalmava e trazia de volta o sono reparador.
Descobrir a riqueza de meditar o terço diariamente nos desafia num tempo em que temos pouco tempo para a oração.
O terço é a terça parte do Rosário que significa "rosas de oração" que oferecemos à nossa querida mãe do céu.
Gozosos, dolorosos, gloriosos e luminosos, são os mistérios contemplados no terço.
Nos mistérios gozosos contemplamos a anunciação do anjo, Maria visitando sua prima Isabel, o nascimento do menino Jesus, sua apresentação no Templo e o reencontro de Jesus no meio dos doutores da lei.
Nos mistérios dolorosos contemplamos Jesus no horto das Oliveiras, seu flagelo e coroação de espinhos, a caminhada para o calvário e sua agonia e morte na cruz.
Nos mistérios gloriosos contemplamos a ressurreição de Jesus, sua ascensão aos céus, a vinda do Espírito Santo sobre os apóstolos, a assunção e coroação de Maria no céu.
Nos mistérios luminosos contemplamos o batismo de Jesus, o milagre nas bodas de Caná, o anuncio do Reino do Deus, a transfiguração de Jesus diante de seus discípulos e a instituição da Eucaristia.
"Reserve um momento do seu dia para se dedicar à oração do terço".


Veja outras matérias de Alzira Costa Viana Martins...
29/05/2006 - Liturgia - FESTA DA ASCENSÃO DO SENHOR
17/02/2006 - Liturgia -
QUARESMA- TEMPO DE CONVERSÃO
26/11/2005 - Liturgia -
O TEMPO DO ADVENTO , do Livro "Cristo, Festa da Igreja"
30/10/2005 - Liturgia -
O CULTO DOS MÁRTIRES E DOS SANTOS ( do livro: Cristo, festa da Igreja )
11/08/2005 - Liturgia -
SÍMBOLOS NA LITURGIA
11/07/2005 - Liturgia -
AS CORES DO ANO LITÚRGICO
29/06/2005 - Liturgia -
VIVENDO OS PROPÓSITOS DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
13/06/2005 - Liturgia -
SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
11/05/2005 - Liturgia -
PENTECOSTES - At 2, 1-11
06/05/2005 - Liturgia -
ASCENSÃO DO SENHOR
19/04/2005 - Liturgia -
Maria Mãe de Deus
02/04/2005 - Liturgia -
TEMPO PASCAL
21/03/2005 - Liturgia -
TRÍDUO PASCAL
16/03/2005 - Liturgia -
SEMANA SANTA - DOMINGO DE RAMOS
03/03/2005 - Liturgia -
Espiritualidade quaresmal

 Voltar