Bom Dia! Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018.
 Home

   


Alzira Costa Viana Martins
alzira@paroquiastacruz.com.br
21/03/2005 - Tema: Liturgia

Visualizações desta matéria: 107
Comente ou veja os comentários desta matéria (0)


TRÍDUO PASCAL

O Tríduo Pascal é o ponto culminante de toda a liturgia da Igreja. Não é simplesmente um tríduo preparatório para a festa da Páscoa, mas são os três dias de Cristo crucificado, morto e ressuscitado.

QUINTA-FEIRA SANTA: É um dia de festa que antecede o Tríduo Pascal. Nela se recordam dois grandes acontecimentos: em primeiro lugar, o mandamento do amor. Deus amou tanto o mundo, que lhe enviou o Seu Filho Jesus, o qual quis por nós dar a Sua vida. Quis amar-nos até o fim. Ao despedir-se, deixou um mandamento: "Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei" Ele amou-nos até o fim. No ato de lavar os pés dos apóstolos demonstrou que veio para servir e não para ser servido.
O segundo acontecimento é a Instituição da Eucaristia. Nessa tarde, Jesus deu um sentido novo à Ceia memorial dos judeus: O pão e o vinho são o Seu Corpo e Sangue, a sua vida. Oferece-se aos seus como alimento e fortaleza. Ele disse: "Fazei isto em memória de mim!" E os sacerdotes tornam possível a celebração da Eucaristia ao longo da história.

SEXTA-FEIRA SANTA: Celebra-se a paixão e morte de Jesus, num clima de esperança, pois já sabemos que a morte de Jesus foi caminho para a ressurreição gloriosa.
Dizemos que é a "paixão" do Senhor, pois Ele teve um amor "apaixonado, ardente, imenso" para conosco. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida pelos amigos.
A sua morte como malfeitor, no monte Calvário, teve o seu aspecto trágico: "Meu Deus, meu Deus, porque me abandonaste" Teria Deus abandonado o seu Filho? Não, pois aceitou o seu sacrifício e ressuscitou-o dos mortos.
Celebrar a paixão e morte de Jesus é celebrar a dor, a esperança dos cristãos e de todos os homens de boa vontade. Mesmo que seja necessário carregar uma pesada cruz e morrer, é preciso amar e dar a vida pelos irmãos.

SÁBADO SANTO: Recorda-se a permanência de Jesus no túmulo. Os cristãos permanecem, neste dia, vigilantes na esperança e na certeza que o Senhor ressuscitará, como tinha anunciado.
Por isso, algumas paróquias celebram na manhã do sábado a Hora de Maria, pois ela acreditou que seu Filho não ficaria morto para sempre. Juntamente com ela participamos deste momento de esperança.
Quando cai a noite celebra-se a grande VIGÍLIA PASCAL, segundo o ritual próprio: bênção do fogo, celebração da palavra, bênção da água batismal, batismo, Eucaristia e Ressurreição.
Celebra-se a Ressurreição de Jesus na noite, pois os grandes mistérios da fé acontecem na escuridão da noite. Foi a noite que viu Jesus ressuscitar.
A noite da VIGÍLIA PASCAL terá de ser a mais bela das noites para o cristão, porque Cristo ressuscitou e nós , com Ele, ressuscitaremos.

DOMINGO DE PÁSCOA: Páscoa é passagem. A passagem é sempre um programa difícil. Somos levados a acomodar-nos à situação presente, sem vermos que o futuro pode ser melhor. É dura a passagem para a criança que chora, ao ter de abandonar o aconchego do seio materno para entrar num mundo diferente. É dura a "passagem" de um mortal que tem de deixar este mundo e partir para a outra margem da vida. É dura a vida do imigrante que deixa a terra natal e parte para o desconhecido, o imprevisto, a aventura.
Na Bíblia fala-se de uma grande passagem ou "páscoa". O povo de Israel fez a grande travessia do deserto, passando do Egito para a Terra Prometida. A Páscoa é o memorial dessa passagem. Em Cristo, que passa da morte para a vida, acontece a passagem definitiva que decreta sempre a vitória sobre as forças da morte.
Os cristãos, à semelhança dos discípulos de Emaús, aceitam pela fé esta ressurreição do Senhor, e passam pelo mundo a anunciar que a vida tem um sentido.
De Cristo, nasce uma vida nova para o cristão. Eis porque estas festas são celebradas "não como fermento velho nem como o fermento da malícia e da corrupção, mas com os ázimos da pureza e da verdade." (1Cor 5,8)


Veja outras matérias de Alzira Costa Viana Martins...
29/05/2006 - Liturgia - FESTA DA ASCENSÃO DO SENHOR
17/02/2006 - Liturgia -
QUARESMA- TEMPO DE CONVERSÃO
26/11/2005 - Liturgia -
O TEMPO DO ADVENTO , do Livro "Cristo, Festa da Igreja"
30/10/2005 - Liturgia -
O CULTO DOS MÁRTIRES E DOS SANTOS ( do livro: Cristo, festa da Igreja )
11/08/2005 - Liturgia -
SÍMBOLOS NA LITURGIA
11/07/2005 - Liturgia -
AS CORES DO ANO LITÚRGICO
29/06/2005 - Liturgia -
VIVENDO OS PROPÓSITOS DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
13/06/2005 - Liturgia -
SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
11/05/2005 - Liturgia -
PENTECOSTES - At 2, 1-11
06/05/2005 - Liturgia -
ASCENSÃO DO SENHOR
19/04/2005 - Liturgia -
Maria Mãe de Deus
02/04/2005 - Liturgia -
TEMPO PASCAL
21/03/2005 - Liturgia -
TRÍDUO PASCAL
16/03/2005 - Liturgia -
SEMANA SANTA - DOMINGO DE RAMOS
03/03/2005 - Liturgia -
Espiritualidade quaresmal

 Voltar